O estádio de futebol ficava perto da minha casa e como toda criança, gostava de assistir aos jogos.

Dia de domingo para mim era um tormento. O povão passando para o jogo e eu sem um tostão para comprar o ingresso.

Fui até à frente do estádio e na bilheteria li na tabuleta os valores das entradas e logo abaixo uma frase que me chamou atenção: “Criança acompanhada pelos pais não paga”.

Meu pai verdadeiro não gostava de futebol, assistia só a Copa do Mundo.

Para assistir Botafogo X Flamengo do Rio, não tinha outra alternativa.

- Seu Zé! Deixa entrar com o senhor!
- E pode?
- É só o senhor dizer que sou seu filho que eles deixam.
- Se é assim vamos lá.

Nervoso, esperando a negativa do porteiro, eis que como num passo de mágica lá estava dentro do estádio.

Para completar minha alegria, o Botafogo da Paraíba venceu o famoso Flamengo do Rio por 2 x 1.

Meu pai terceirizado, cheio de brahma, vibrando com a façanha, corria de um lado para outro abraçando quem aparecesse na frente.

Próximo domingo, quem será meu novo pai?

-
História escrita por José Marinaldo Lula Leite