Era noite de um Domingo de maio de 1983, eu vinha de Goioerê para Campo Mourão, e eis que surge em minha frente uma vaca preta. Freei meu Passat mas não deu. Meu carro pegou a pretinha por baixo e a lançou na pista contrária.

Conduzi o carro até o acostamento e comecei a sinalizar na escuridão. De repente surgiu um carro no sentido contrário correndo muito. Olhei para vaca, a mesma estava se apoiando nas patas dianteiras tentando se levantar. O carro bateu forte e completou o serviço. Que pena a vaca morreu.

Preocupado fui conferir se alguém tinha se machucado e para minha surpresa era um companheiro que trabalhava na minha equipe na Telepar. Felizmente ninguém saiu ferido. E olha que no meu carro estava eu minha esposa e três crianças, uma delas com um mês de nascido.