Quando meu filho Danilo estava realizando a volta ao mundo de bicicleta, nossa família sempre se reunia com ele no Natal e no Ano Novo.

Foram três encontros. O primeiro na Europa, em 2008, na cidade de Nápoles, Itália, onde meu pai nasceu. O segundo no continente asiático, em 2009, na Índia. Finalmente, a terceira reunião foi na América do Norte, em São Francisco da Califórnia, em 2010.

Entre os lugares que conheci até o momento, o que mais me sensibilizou foi a Índia. Por se tratar de uma cultura muito diferente da nossa.

Na cidade de Rishikesh, o rio Ganges corre limpo. Ali o Yoga foi criado por Shiva, vacas e macacos andam soltos pelas ruas junto com o povo. Ninguém mata nenhum animal.

Em Rishikesh aconteceu um fato muito engraçado. Meu marido e eu fomos comprar algumas frutas para o desjejum. Para chegar ao mercado precisamos atravessar a ponte sobre o sagrado rio Ganges.

Na volta, meu marido carregava, entre outras frutas, uma sacola com bananas. Na grade da ponte estavam vários macacos grandes, observando as pessoas que passavam. E, de repente um deles pulou, tomou a sacola e correu com as bananas. Levamos um grande susto!

Em seguida, meu marido, correu atrás do macaco. Nessa confusão, a sacola rasgou e as bananas caíram no chão da ponte. Foi muito cômico.

Em tempo:
Meu filho voltou para o Brasil no dia 11/11/11, às 11 horas, retornou à Praça da Liberdade em Belo Horizonte, o mesmo local de onde saiu no dia 08/08/2008. Para conhecer a história de toda a viagem basta entrar no site: www.homemlivre.com.br

--
Escrito por: Arlete Santos