Aconteceu a bordo de um navio de guerra...
Devido a uma tradição naval, todo militar que passasse pela Linha do Equador pela primeira vez deveria ser batizado. Eu era oficial e não escapei do batismo.

Para não passar sozinho pela gozação, bolei o seguinte: a todos os marinheiros que estavam comigo, determinei que segurassem uma vara bem cumprida e se postassem na proa (frente da embarcação). Quando nos aproximássemos, eles deveriam, após um sinal, levantar a Linha do Equador para que o navio não batesse. E assim aconteceu. Foi muito divertido.

--
Escrito por: Elias Alves Magalhães