Todo dia 30 de cada mês, junto as contas de água, luz, telefone e tantas outras e me dirijo ao Multibank para efetuar os pagamentos. Não me lembro do motivo, mas a verdade é que passei batido da data, já era primeiro do mês seguinte e não havia pagado nenhuma conta.

No dia em que fui fazer os pagamentos, minha esposa não estava em casa. Mensalmente ela, que é muito exigente, sempre me alertava quanto a minha roupa: mude essa camisa! Essa calça está enxovalhada! etc. etc. Saí às pressas. Vesti uma bermuda, peguei a papelada e corri para o banco que ficava no Shopping.

Após efetuar os pagamentos, passei a olhar as vitrines das lojas saboreando um delicioso sorvete. Eis que surge na minha frente um velho colega que foi logo interrogando:
— É moda usar bermuda com a braguilha para trás?

Passei a mão nos “delicados” e notei que havia vestido a bermuda ao contrário. Nem agradeci o colega, corri para o carro e lá mesmo fiz o acerto. Momentos depois eu fiquei pensando: e se minha esposa estivesse aqui nesse momento, o que aconteceria? Com certeza, me deixaria a ver navios.

--
Escrito por Marinaldo Lula Leite