Mais uma das muitas passagens que vivi nos bons tempos de CTB-TELESP. Lá para os meados de 1974/1976, eu fui promovido a instalador e com muito orgulho eu cumpria as tarefas designadas pelo encarregado.

Em um determinado dia, estava eu e outro colega também instalador fazendo uma instalação de telefone num bairro pouco habitado e com muitos lotes vagos. Eu estava no chão com a ordem de serviço (OCS) orientando meu colega não muito experiente a executar as ligações nos pares designados da caixa de distribuição. Ali, um pouco que distraído e sem que eu percebesse, uma cabra tomou da minha mão a ordem de serviço que era meio esverdeada, saiu correndo e se misturou com outras cabras que ali pastavam. Saí correndo atrás dela, mas logo desisti por perceber que alguém estava olhando e poderia estar imaginando sei lá o quê.

O complicado foi ligar para o supervisor e pedir uma segunda via da OCS. De imediato, ele perguntou o porquê e depois de tentar achar uma desculpa tive que explicar que a cabra comeu.

Foi um bafafá até eu conseguir explicar o que tinha acontecido. Só sei que em meia hora a TELESP toda sabia do ocorrido. O difícil nos dias seguintes foi aguentar as gozações dos funcionários. Muitos esqueceram, mas alguns até hoje perguntam, meio que na gozação, para mim da famosa cabra ou o que eu estava querendo com aquele animal.

--
Escrito por Antonio Corniani