Da janela do meu quarto posso ver a rua, as árvores, os carros parados e os que estão em movimento,
Posso ver as pessoas andando apressadas.
Da janela do meu quarto posso ver muito longe!!
Vejo a cidade, os prédios, as casas, etc...
Eu não vejo as montanhas, mas sei que estão lá, não vejo porque é noite,
Mas quando é dia claro posso vê-las, se eu continuar olhando para as montanhas que não vejo, mas estão lá, ainda assim não poderia ver.
Mas se eu olhar bem, poderei ver além das montanhas,
E lá não só poderei ver como também ouvir,
Não vejo com os olhos naturais vejo com os olhos da fé, sei que estão lá:
As crianças chorando na África, órfãs de pai e mãe,
Outras morrendo por causa do HIV.
Abusos das mais diversas formas
E, se eu olhar um pouco mais, verei pessoas morrendo em guerrilhas,
Olhando um pouquinho mais, permanecendo com ouvidos da fé, poderei ouvir o clamor de viúvas,
O sofrimento dos pobres.
Continuando nessa posição, ouvirei clamores dos missionários, certamente ajoelhados clamando a Deus sem cessar: passe as fronteiras e ajude-nos!!!

--
Escrito por
Djalma Jaime Portela