Primeiramente, manifesto o desejo parabenizar essa Fundação pela celebração de seus 40 anos. Creio que posso dizer que a Sistel comemora seu jubileu de rubi ou esmeralda, ambos cristais apreciados pela raridade, forma, dureza e iridescência. São minerais que a cerca de 3.000 anos são usados como pedras preciosas. O exemplo de valor dessas pedras são as joias da Coroa Britânica encontradas na África do Sul em 1905. O jubileu pode ter outros sentidos, mas segundo Aurélio Buarque de Holanda Ferreira jubileu retrata um grande contentamento; alegria íntima.

Diante do exposto, apesar de ser pensionista desde 2014, sinto-me muito grata em pertencer a essa Fundação, primeiro através do meu esposo, Daniel de Abreu, que trabalhou na Telpe. Tenho ampliado meu conhecimento com a excelente literatura que recebo periodicamente da Sistel.

Lendo o comunicado enviado pela Diretoria Executiva observei o seguinte: a Fundação é destaque na área da Previdência Complementar referência no setor. Uma gestão comprometida, inovadora, incontestável que tem como resultado a satisfação de seus participantes e assistidos. Enfim, o exemplo das pedras preciosas acima se assemelham à nossa Fundação. O “Concurso Talentos Sistel” é a comprovação de um trabalho realizado com amor, respeito e dignidade para os assistidos e ativos.

Atenciosamente, Neide Sena de Abreu

--
Escrito por Neide Sena de Abreu