Certa vez encontrei alguém que me fez muito bem…

Ele era aquela pessoa que combinava comigo em tudo. Gostava de abraços apertados, frases impactantes, aventuras reais e uma dose de muito carinho. Ele era ouvinte e dizia as melhores palavras quando me sentia insegura. Ele era simples e tinha um coração enorme. Ele era incrível.

Talvez conhecê-lo tenha sido obra do destino. Eu nunca havia imaginado sentir algo tão forte por alguém em tão pouco tempo. Ele sabia o quanto eu havia sofrido tempos atrás e que não seria fácil desfazer o nó que eu mesma tinha feito em meu coração. Ele tinha a melhor risada do mundo, e quando ele ria, o mundo era só nosso. Sabe quando tudo para e você se imagina em um daqueles sonhos malucos em que você leva pra sempre na memória? Era bem assim que eu me sentia quando estava com ele.

Os meses se passaram. Meu Deus, como tudo passou tão rápido. Quando o conheci não fazia a menor ideia do tamanho da importância que esse tal cara faria na minha vida. Hoje eu sei… Em todos os momentos eu buscava me decepcionar novamente. Pra mim já parecia algo normal, sabe? Conhecer, se apaixonar, se decepcionar. Mas dessa vez foi diferente. Eu não tinha expectativas, não tinha desejos e não queria ter alguém me acompanhando para todos os eventos de família em que eu era convidada. Não me importava com as perguntas idiotas que me fariam e também não me iludia por alguém que não me merecia. Não fazia questão de estar com alguém de verdade.

Eu o admiro. Ele é forte e fraco ao mesmo tempo. Tem aquela carinha de menino e as atitudes de um homem de verdade. Não se entrega fácil e guarda as palavras para si. Claro que me incomodava um pouco o silêncio em que ficávamos hora ou outra. Mas foi a partir desse silêncio que eu compreendi que nada precisava ser falado, e sim vivido. Nossas histórias ficariam guardadas para sempre em nossas memórias. Não precisávamos ficar juntos para compreender que tudo aquilo foi especial para a nossa vida, para o nosso futuro.

Foi inevitável. Me apaixonei pela simplicidade e por uma frase falada. Me apaixonei pelas músicas em que aprendi a gostar e pelo coração acelerado. Me apaixonei pelos beijos e por finais engraçados. Me apaixonei pelos gestos, pela aprendizagem e por assuntos inventados. Me apaixonei pelo romance e por tudo o que me fará sentir saudades.

Certa vez eu me apaixonei de verdade.

---

Escrito por Jaqueline Lima

Ilustração por Morgan Manginelli